Contexto histórico

Nos anos 1990, Portugal optou por renovar a linha do Norte e utilizar comboios pendulares, para alcançar maior velocidade em curva, para encurtar a viagem entre Lisboa e o Porto, por oposição a uma eventual nova linha de alta velocidade. Da plataforma da Fiat Ferroviaria ETR 460, 470 e 480, os CPA 4000 pendulam até 8 graus e possuem também suspensão activa, contribuindo para um conforto a bordo reforçado. Atingindo 220 km/h em serviço comercial, são desde 1999 os comboios mais rápidos em circulação no país.

Características Técnicas

 Unidades construídas: 10
 Construtor: Fiat Ferroviaria - Alstom
 Ano de construção: 1998-2001
 Rodados: 1Ao Ao1 + 1Ao Ao1 + 2'2' + 2'2' + 1Ao Ao1 + 1Ao Ao1;
 Tipo de bogie Monomotor (1 eixo)
 Diámetro ruedas nuevas 890 mm.
 Bitola 1.668 mm.
 Largura da caixa 2.920 mm.
 Altura sobre o carril 3.653 mm.
 Comprimento entre tampões de choque 158.900 mm.
 Comprimento da caixa 158.900 mm.
 Tensão de Alimentação 25.000 V ca.
 Potência nominal 4.000 kW
 Esforço de Tracção Contínuo 210 kN
 Esforço de Tracção no Arranque 210 kN
 Velocidade máxima 220 km/h
 Número de motores de tracção 8
 Tipo de motor Trifásico Assíncrono
 Potência contínua por motor 500 kW
 Peso em ordem de marcha 298,3 t.
 Peso por eixo (máx.) 14,4 t.
 Peso por metro linear 1,87 t.
 Freio eléctrico Sim, por recuperação
 Freio pneumático SAB WABCO
 Alimentação do Comboio N/A
 Sistemas de Segurança Convel Ebicab 700, Rádio Solo-Comboio, Homem-Morto
 Comando Múltiplo Sim, até 2 unidades, sem utilização

 • AcimaAtrás • Tabela elaborada em 0.015 s.